China bane eventos de criptoativos do seu território

Foi emitida uma carta pelo governo do distrito de Chaoyang, em Pequim, instruindo as autoridades do mercado financeiro e os policiais a proibirem hotéis e centros de convenções de realizar eventos ligados ao universo cripto.

Especula-se que o banimento da divulgação das criptos por meio dos eventos seja uma medida de controle da evasão de dinheiro da China por meio das criptomoedas. O curioso é que, alguns meses atrás, o mesmo governo chinês havia fomentado o desenvolvimento de startups de blockchain, investindo US$ 3 bilhões no setor.

Não é a primeira vez que a China se posiciona contra o mercado cripto. Em 2017, o país já havia proibido a negociação de criptoativos em exchanges no seu território. Esse marco ficou conhecido como “China Ban” e é um acontecimento conhecido por todos que se interessam por criptomoedas.

Em tempos de regulamentação positiva, propostas de ETFs e reuniões favoráveis do G20, esperamos apenas que a China seja a “ovelha negra” no movimento, e que os países ainda indecisos sobre a regulamentação dos criptoativos sigam os bons exemplos, como a Suíça.

Avalie esta publicação:
Nota 1Nota 2Nota 3Nota 4Nota 5 (3 votos)
Loading...
Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close